Testemunhe os primeiros segundos de minha eterna dominação mundial! – ele disse… Bom, sim, nós vamos realmente fazer isso. Não há jeito melhor de conseguir informações exclusivas dos primeiros segundos da poderosa dominação mundial de Ferumbras senão ouvindo Knightmare, um velho conhecido do Tibia. Ele é literalmente uma verdadeira testemunha dos primeiros dias e aparições de Ferumbras no mundo tibiano. Então, Knightmare conta sua história:

A epítome de um maligno feiticeiro em Tibia percorreu um longo caminho. Ele foi um companheiro de viagem na evolução do jogo por muitos anos. Ferumbras tem suas raízes nos primeiros dias de Tibia, em uma das suas primeiras incarnações. Ele era de alguma forma um arauto de novos tempos e coisas por vir.

Nos primeiros dias, sem nenhum sistema de magias, não havia nem remotamente uma opção de implementar uma poderosa criatura controlada por um usuário no jogo. Simplesmente não fazia sentido. No entanto, após o sistema ser (radicalmente) mudado, uma criação dessas repentinamente virou uma opção. Então após os jogadores terem evoluído e se acostumado com o novo sistema e vocações, o palco estava montado para a primeira aparição da perdição de Tibia.

Para fazer com que Ferumbras parecesse realmente uma ameaça aos jogadores reunidos, o que provavelmente eram cerca de 50 em níveis relevantes naquela época, ele recebeu não apenas stats ridiculamente melhorados, mas também runas personalizadas que o concederam maior flexibilidade. Por exemplo, ele podia usar essas runas para encher sua mana ou vida completamente e também causar dano extra com elas. Além disso, suas runas possuíam mais cargas do que aquelas que eram utilizadas pelos jogadores. Naturalmente, ele podia invocar qualquer criatura que havia sido criada para o jogo naqueles tempos.

Com esta configuração, um membro da CipSoft (embora não existisse “CipSoft” até então) conectava com o Ferumbras e desafiava os jogadores através de broadcasts. Os jogadores começavam a perseguição e após algumas duras e terríveis batalhas, conseguiram encurralar o poderoso mago em alguma área remota do mapa – que nos dias de hoje é infestada de demônios – e então eventualmente o mataram em uma luta emocionante.
A notícia se espalhou e logo todo mundo estava falando sobre Ferumbras, comparando a sua periculosidade com as hordas de monstros e coisas do tipo – e as pessoas queriam mais.

Ferumbras foi reconfigurado levando a experiência anterior em consideração e então solto novamente em algumas outras ocasiões. Como as pessoas ficavam mais e mais ansiosas para lutar contra ele e estas batalhas estavam exigindo um pouco mais de tempo de desenvolvimento do Tibiado que era esperado, me foi oferecido um “pegue ele e divirta-se” enquanto eu conversava com o seu “controlador”. Pronto para o desafio, decidi esperar alguns dias e tentar a minha sorte como o mago mais maligno de todos os tempos.

Quando eu entrei, no entanto, apareci no templo em Thais. Eu não esperava por isso. É claro, Ferumbras tinha sido morto na sua última luta. Ele deve ter perdido alguns níveis e skills também, mas dada a sua sobre-potência, aquilo não me incomodou muito.

Por sorte, escolhi um horário de menor movimento para me conectar ao único servidor que existia naqueles dias. Então eu pude entrar furtivamente no depot sem ser detectado… E encontrei o meu armário (locker) vazio. O mago artificialmente fortalecido nunca havia posto os pés no depot. Então lá estava eu, o ser mais poderoso do servidor, mas sem dinheiro e nu.
Bem, dado o poder bruto do Ferumbras, considerei a possibilidade de me equipar rapidamente e, em seguida, ensinar aos jogadores algumas lições. Então sai da cidade para pegar algum dinheiro e equipamento básico.

Ferumbras era sem dúvidas poderoso mas, sem uma runa ou arma, realmente as suas opções ficavam limitadas. Após adquirir algumas coisas ficou evidente que o maior mago de todos os tempos obviamente nunca se importou em melhorar qualquer skill que não fosse o seu magic level.
Qualquer luta contra o mais insignificante oponente tornou-se um spam de magias de cura e dano. Não havia maneira de sequer pensar em conseguir algumas coisas realmente boas desta maneira. Ficou mais e mais evidente que se você só dispõe de carne looteada para recuperar mana, mesmo a ridiculamente alta reserva de mana do Ferumbras poderia rapidamente escassear.
Para piorar a situação, alguns dos poucos jogadores online me avistaram em sua lista online e, em seguidas, me lançaram desafios através de mensagens. Apenas o baixo número de jogadores online e sua ignorância sobre a minha situação impediu que eles me caçassem.

Finalmente descobri que levaria séculos para acumular ouro o suficiente para ter um número razoável de runas, sem mencionar a compra mana fluids suficientes para encher essa enorme reserva de mana ao menos uma vez. E eu já havia experimentado em primeira mão a rapidez com que a mana acabou sendo usada. Então, depois de algumas manobras em Thais e comprar algumas runas, tive de aceitar que minhas realizações não suportariam nem mesmo uma pequena luta. Então eu resolvi desistir por enquanto e encontrar outra maneira de perseguir e aterrorizar a população tibiana mais tarde – e aqui estou ;o)

Então – bem – o mais patético Ferumbras de todos os tempos tinha deslogado de uma vez por todas. Sua próxima encarnação foi um pouco mais aprofundada e complicada. Na verdade, Ferumbras retornou completamente invulnerável! Os jogadores tiveram que completar alguma tarefa RPGística para torná-lo vulnerável novamente. Naquela época funcionava assim: quando a pessoa que controlava Ferumbras via que as condições foram feitas e a tarefa foi cumprida, ele re-logava, então, em uma versão vulnerável do Ferumbras. Então, novamente, o poderoso mago foi derrotado. Essa foi a última vez, se bem me lembro, que ele esteve ativo como uma criatura controlada por um usuário.

Fizemos sua “filha” Fortinbrae aparecer em uma ou duas ocasiões, mas de algum modo ela nunca adquiriu, mesmo remotamente, a fama que seu pai havia acumulado.

O jogo evoluiu, servidores foram adicionados e a lembrança de Ferumbras resistiu. As pessoas continuaram pedindo por esses eventos de novo e de novo e pediram especificamente pelo reaparecimento de Ferumbras.
Até então, eu havia jogado como Papai Noel tibiano de tempos em tempos e vivenciei em primeira mão o quão estressante era dar a cada um dos poucos servidores que existiam naquela época a atenção que mereciam. Sempre senti que estava fazendo pouco, independentemente do que fiz.
Com o número de servidores aumentando, logar como qualquer adversário tornou-se cada vez menos uma opção. Além disso, para tornar a sua aparição ameaçadora, você tinha que usar um personagem poderoso e realmente matar ativamente alguns jogadores com ele. Isso também não parecia certo. A solução então foi, é claro, a introdução das invasões (raids).

Desde os primeiros dias de Tibia, as pessoas pediam algumas invasões de monstros e cercos nas cidades que seriam imprevisíveis e desafiadoras. As invasões que foram adicionadas eram uma tentativa de adotar essa ideia em um formato jogável.
O conceito também me abriu a porta para a introdução de bosses especiais. Primeiro tive que medir até que ponto isso era possível. Com o bom e velho Ferumbras em mente, criei uma criatura acima da média que realmente se tornaria uma lenda por sí própria: Orshabaal.

A primeira tentativa de introdução de um mega-monstro no espírito do Ferumbras foi muito bem. Após sua primeira série de aparições, Orshabaal foi considerado imbatível, até que certas táticas de luring e o uso de obstáculos naturais levaram às primeiras vitórias gloriosas.
Esta foi a prova de que não era apenas possível ter algum tipo de “boss” no jogo, mas que isso também era divertido e algo que os jogadores realmente queriam desde os dias em que Ferumbras fez a sua primeira aparição.
Então podemos dizer que Orshabaal é de algum modo um segundo filho do Ferumbras.

Enquanto isso, o Ferumbras original foi oficialmente referenciado dentro do jogo e assim tornou-se uma parte fixa da história geral do Tibia. Sem qualquer fundo RPGístico real, ele se encaixou retroativamente em alguns mitos crescentes e histórias do Tibia que evoluiram separadamente. Assim, o palco parecia pronto para mais, para uma espécie de retorno glorioso.
No entanto, não parecia certo manchar a memória de seus ataques ao torná-lo em mais um monstro enfurecido que apareceu em algum lugar nos confins ou em alguma caverna. Ferumbras merecia uma melhor e mais dramática re-entrada no mundo.
O tempo passou e nos tornamos mais experientes e confortáveis com a criação de bosses, além de termos mais ferramentas à nossa disposição. Então finalmente o flagelo do Tibia recebeu o seu próprio lugar em uma programação de atualização.
Ao invés de se ater à sua origem como um personagem overpower controlado por um usuário, decidimos que ele merecia um pouco mais de grandeza do que um wizard outfit re-colorido. O novo Ferumbras deveria ter uma aparência única, mais adequada ao seu estado lendário.
Também a sua fortaleza foi criada como o seu palco pessoal e ele ganhou alguns loots únicos para enfatizar seu impacto e significância.

Esta nova encarnação visitou muitos mundos desde então, matando muitos heróis e sendo morta várias vezes por um esforço heroico. Naturalmente, com os jogadores aumentando em poder e número, até o Ferumbras deixa de ser novidade um dia. Outras criaturas já vieram para rivalizá-lo em poder e ameaça, mas nunca em notoriedade.

Ainda assim, não apenas o jogo está evoluindo, mas também seus desafios. Conforme o poder dos jogadores cresce, também cresce a possibilidade de criar mais divertidas e desafiadoras lutas com as novas ferramentas à nossa disposição. Então, o que o futuro reserva para a mais antiga ameaça do Tibia?

Bem, nós ainda não acabamos, é claro, com o tema Ferumbras. Ainda há histórias a serem contadas sobre ele, sua origem e sua agenda. E ainda existem oportunidades de aparecerem coisas desafiadoras que giram em torno de sua pessoa e enredo. A última cortina do Ferumbras ainda não caiu, isso é certo. Veremos o que o futuro trará.

Fique alerta!

Você já tinha imaginado que mesmo um grande bruxo maligno como Ferumbras poderia encontrar-se de mãos vazias e sem opções de sobrevivência no templo de Thais? Já se deparou com uma nova versão do Ferumbras ou mesmo encontrou uma de suas antigas aparições?

Conte-nos sua história do Ferumbras!

“The seals on Ferumbras old citadel are glowing. Prepare for HIS return mortals.” (“Os selos da velha cidadela do Ferumbras estão brilhando. Preparem-se para o SEU retorno, mortais.”)

DEIXE UMA RESPOSTA

Favor comente aqui!
Favor insira seu nome aqui

Comentários
  1. Quando comecei a jogar no 7.5 uns rls me falaram desse acontecimento, sempre acreditei que era verdade e agora ler em um artigo oficial quase 10 anos depois é bem interessante hahah
    dhaeuhduaedea sensacional o trecho que fala que ele foi caçar pelado uns bichos pra pegar uns gps pra comprar runa e mana fluid! kkkkkkkkkkkkkk
    Talvez Ferumbras tenha sido o maior acontecimento desse jogo. E, incrivelmente, ao contrário do que acontece quando o sujeito diz que começou no 7.6 e um monte de noob que começou no 9.6 diz que era dessa época também (mesmo sem saber nem quem era o top do jogo durante o período) pra parecer old-school, parece que a comunidade respeita a lenda do Ferumbras. Ou pelo menos ficam com vergonha de mentir descaradamente dizendo que estiveram lá, naquela comunidade de pouco mais ou pouco menos de 300 players, não há como precisar.
    Esse texto vem carregado de nostalgia.
    Atualmente o Ferumbras original não aguentaria nem o segundo hit dos tops do jogo.
    Que lindo artigo, esse deu prazer de ler. Desde que comecei a jogar tibia, quando tinha uns 12 anos de idade, ficava conversando com meus amigos. Imaginando o quão perfeito seria enfrentar Ferumbras. Já se passaram 5 anos e até hoje, nem cheguei perto de enfrentar um Demon(meu char level mais alto foi um level 50). E eu sempre me diverti como pude, mesmo que na imaginação, enfrentando o velho Ferumbras e me decorando com seu chapéu, enquanto meus amigos e eu nos divertíamos, imaginando como seria decidido o dono do mesmo.
    Ferumbras é o maior exemplo do RPG tibiano, infelizmente ele se tornou mais um pra o jogo. Que dá o alerta, passam-se 30 minutos para ele aparecer e some 10 segundos depois. Mas é como falou no texto, o jogo evoluiu, as pessoas que o jogam também, e logo a criatura - mesmo sendo mítica assim - entraria em decadência.
    Eu acharia muito melhor uma reformulação do Ferumbras do que entrar 300 bosses com life infinito no tibia. Porque como bem falou no artigo, ele é o pai dos bosses.
    Quem diria que ferumbras caçava para pegar ouro e de seguida comprar runas na loja de thais para aterrorizar os mortais ahahaha.