Rick, Morty e o Tibia

E se fosse possível explorar o multiverso tibiano?

12
3839
Não leve esse artigo 100% a sério.

Enquanto assistia Rick e Morty comecei a imaginar como seria visitar universos paralelos ao Tibia que conhecemos. Convenhamos que a Cipsoft já lançou algumas atualizações com conteúdos um tanto quanto… estranhos. Então, que tal viajar um pouco? Garanto que não vão ter orcs-galinhas  aqui.
 Antes uma breve explicação sobre o assunto…

Segundo o Wikipédia, universo paralelo é “uma realidade alternativa coexistindo com a nossa própria”. Essa realidade pode ser parecida com a original, com possibilidade de existirem as mesmas pessoas, por exemplo, mas em situações diferentes.

O conceito de universo paralelo existe já faz muito tempo, e já foi mostrado em diversas obras diferentes: Nárnia, Alice no País das Maravilhas, HQs da Marvel/DC, Stranger Things e muitas outras. Mas como seria no caso do Tibia?

Só por curiosidade, no Tibia existe um item chamado Wand of Dimensions. Sua descrição  diz que ela “controla a fenda entre o espaço e o tempo”. Até então o item não pode ser obtido no jogo… mas quem sabe ele não sirva justamente pra isso?

Vamos lá!

Rick e Morty apareceriam nas terras Tibianas, e a cada server save mudariam pra outra cidade. Ao lado deles um portal dimensional, em que o jogador poderia entrar e ser teleportado para o tal universo paralelo, saindo mais ou menos no local onde estavam. 

1Thais completamente destruída

Antes e depois dos arredores de Thais…

Depois de mais um ataque do Ferumbras, a antiga cidade de Thais foi destruída e agora é dominada por monstros. A cidade se tornou ruínas e os arredores agora são um grande deserto.

A entrada do portal fica em Fibula, único local onde ainda é seguro. Simon (o mendigo que te vende a chave pra entrar na região subterrânea) é o novo rei… até porque o Tibianus nunca esteve com nada. Sua missão é tentar chegar até Thais e ver como estão as coisas… mas no caminho vai encontrar fire devils, demons e outros demônios.

2Rookgaard, a “cidade fantasma”

– cadê o povo vendendo mace por 30gps?

Nesse caso a realidade nem é tão alternativa assim. Com as mudanças que recebeu ao longos dos anos e com a chegada de Dawnport, Rook realmente se tornou uma cidade fantasma. A diferença aqui é que pela primeira vez você poderia revisitar a cidade com um char level alto, mesmo que em um universo paralelo.O portal ficaria na Adventurer’s Guild.

Nesse caso seria explorada a nostalgia, levando em consideração o que a ilha se tornou com a falta de humanos. Os locais que existem spiders, por exemplos, seriam substituídos por giant spiders, enquanto os trolls seriam substituídos pelos ogres. Ah, e quem sabe nessa realidade a quest da Sword of Fury esteja pronta? 😛

3Carlin, “Winter is Coming”

Exemplo do mapa nessa realidade.

Carlin e Yalahar são as cidade mais próximas da região gélida do Tibia. E se o inverno também chegasse nessas áreas?

Sim, essa realidade é inspirada em Game of Thrones. O portal ficaria na Dwarf Bridge, e a  “Big Old One” (aquela montanha gigante ao norte, onde Kazordoon fica) serviria como a Muralha do GOT.

Sua missão aqui é invadir a cidade de Carlin e derrotar a Rainha da Noite. Claro que tem todo um exército de mortos vivos no meio do caminho…  

4Piratas de Liberty Bay

Convenhamos que atualmente os piratas do jogo são fracos e foram mal explorados. Quem ainda caça em Nargor? Já passou da hora de adicionarem versões mais fortes ou novas quests com eles. Essa é uma oportunidade…


A cidade de Liberty Bay é constantemente atacada por piratas. Nessa realidade eles dominaram a ilha e escravizaram todos os NPCs. Sua missão é libertar os escravos, mas  ao contrário das outras realidades, aqui não seria utilizada força bruta: você teria que mostrar seu valor navegando junto aos piratas, explorando ilhas que eles evitam ir.

Essas ilhas seriam pequenas e teriam cavernas geradas “aleatoriamente”, com temática e monstros de acordo com a força do jogador. Então um knight level 30 poderia cair numa ilha com a temática de fogo, onde enfrentariam dragons. Um knight com level maior poderia cair na mesma ilha, mas com dragon lords.


Após explorar uma certa quantidade de ilhas, seu prestígio como pirata sobe e você
liberta os escravos.

5Conclusão

Vou parar por aqui, mas dá pra viajar muito nessa ideia… uma Venore que foi lentamente engolida pelo pântano ou uma em que Yalahar foi dominada pelos robôs (bots)… por aí vai.

Agora é com você! Se pudesse escolher uma área Tibiana pra sofrer alguma mudança, qual seria? Comente! 😀

NÃO USEM DROGAS, BJS

DEIXE UMA RESPOSTA

Favor comente aqui!
Favor insira seu nome aqui

Comentários
  1. mano, animal essa idéia, ta de parabéns! ia revoluciona um pouco o tibia, precisamos disso!
    o foco do jogo tem que mudar um pouco, já foi a época que o objetivo era ser top lvl e pegar 999, ou muda ou cai!
    Motion Flamekeeper
    Nessa sua "viagem", eu gostaria de ver Rathleton tomado pelo comunismo.

    HERESIA hsuashausaushasahsuahsahsaush
    Mds seria bizarro HSAUSHAUSHASHAUS
    Como o disse existe outras dimensões no Tibia mas mundos paralelos ficaria muito cara de OT. Como fariam as viagens? imitaria o sistema do anime Sword at Online que os dados do personagem podem ser usado em qualquer jogo permitindo que entrem em qualquer servidor? Ou não teria viagens? só seria um world novo com selo da cipsoft mas com tudo alterado e as pessoas precisariam começar do zero pra explorar?
    Sei la, prefiro ver world changes mais complexas como um atk em thais vindo pelo nordeste obrigando os npcs a se refugiarem no sudoeste e váris trincheiras pela cidade (aqueles escudos roxos), talvez viagens no tempo como uma tentativa de salvar a vida de Banor (se é que ele morreu pois nunca vi isso numa história) ai a cada tentativa a situação só piora na localidade.
    Alternativa que seria ótima pois traz inúmeras possibilidades para updates, sem a obrigação de criar conteúdo do zero. Você cria naquilo que já existe, repensa a história do próprio jogo, inclusive faz com que o jogador se relacione mais com a lore do tibia, que já é imensa.
    Só falta a CipSoft abraçar a ideia. Muito boa.
Participe da Conversa